Feno-grego (Trigonella foenum-graecum)

6 07 2009
Sementes de Feno grego

Sementes de Feno grego

Nativo da Índia e da Ásia Menor, desde a Antigüidade popular como especiaria, erva medicinal e tempero, o feno-grego, ou trigonela, hoje é cultivado em quase toda a Bacia do Mediterrâneo, na Índia, no Paquistão, no Marrocos e na Argentina. Seu nome em latim, foenumgraecum, significa “feno-grego”; já o nome trigonela faz referência à forma triangular de sua flor amarelo-pálida. Seus grãos eram usados picados pelos gípcios, no ungüento que reparavam para embalsamar os mortos. Foi cultivado como planta forrageira pelos romanos e. mil anos depois, usado nos jardins imperiais de Carlos Magno. Os grãos amarelo-marrons lisos e duros são atravessados por um sulco; parecem pedrinhas pequeninas de 3 a 5 mm. O perfume condimentado que a planta exala só é sentido nos grãos se estes forem torrados antes de moer. O feno-grego já em pó, vendido no comércio, não é tão bom; o melhor é moer na hora os grãos. Na Índia, onde o seu uso é muito freqüente, os grãos, depois de tostados, são usados no cozimento de legumes ricos e feculentos, passando um leve sabor amargo e um cheiro pronunciado.

Grãos germinados podem ser comidos como salada. Para fazer o cemen, especialidade usada na culinária dos povos que habitam a Capadócia. mistura-se feno-grego moído na hora com pimentões vermelhos e alho.

feno grego - broto, brotos, sementes de feno-grego, sementes de feno grego, feno-grego germinado

Brotos de Feno-grego

Algumas curiosidades sobre este tempero: Foram os antigos gregos que acharam por acaso uma semente curativa no monte de feno. Conta a história que os agricultores gregos, na esperança de tornar seu feno, embolorado e rançoso, mais palatável para seus cavalos, temperavam a coisa com punhados de uma plantinha verde que tinha cheiro de aipo. Os animais doentes, principalmente aqueles com estômagos inflamados e intestinos irritados, logo mostravam sinais de estarem melhores e passavam a ter bom apetite. Espalhou-se que aquela mistura de plantas era a melhor maneira de levar uma vaca ou cavalo ao feno e fazer com que comessem.
Logo, a mistura de feno veio a ser chamada Greek hay, que quer dizer feno grego, que mais tarde ficou consagrado o nome: feno grego (fenugreek).
Não levou muito tempo para que os doutores começassem a separar a planta para descobrir o que a fazia tão atraente.  Quando retiraram as sementes carnudas da planta de sua vagem estreita e as mergulharam na água, as sementes se tornaram pegajosas e grudentas. Talvez, pensaram os doutores, essas sementes façam a mesma coisa quando atingem o estômago e talvez, só talvez, devam suavizar e curar os tecidos inflamados.
Nada de talvez. As sementes do feno grego fazem exatamente isso e muito mais. De fato, as pesquisas posteriores demonstraram que essa sementinha tem alguns dos usos mais diversos sobre a face da terra.
Um dos principais usos do feno grego é como limpador eficiente da zona de excreção. Essa zona inclui os sínus, os pulmões, os rins e os intestinos.
Muitas doenças agudas e crônicas são agravadas por uma zona excretora obstruída. Doenças relativas a problemas respiratórios (tal como a bronquite crônica), além da diverticulite e da prisão de ventre, foram relacionadas com uma ou mais dessas áreas obstruídas pelo muco tóxico e pesado.
O muco pode não parecer nada demais, mas é. As pessoas que ingerem muitos laticínios, açúcar, alimentos processados e farináceos, estão sem querer construindo um santuário para o Rei Muco. O muco pode ir se formando durante anos e não é sempre eliminado pela tosse. Ele se estabelece nas várias regiões da zona de excreção e é um campo favorável para as infecções.
Os antibióticos podem matar a infecção, mas geralmente não fazem nada para eliminar o problema principal: o muco. É aí que o feno grego atua. Essa planta, não apenas trabalha para desalojar o muco tóxico, como também deixa uma camada suavizante de alívio nas áreas inflamadas. Além disso, o feno grego limpa todas as áreas da zona eliminatória, principalmente os rins. A dose normal para descarregar o muco é de uma cápsula 3 vezes ao dia, ou de 1 a 3 xícaras diárias do chá, fervendo lentamente duas colheres (chá) das sementes em 10 xícaras de água distilada por 10 minutos. Pode-se adicionar mel (açúcar não!) para adoçar a mistura. Algumas pessoas preferem não coar as sementes do chá, mastigando-as e engolindo-as. Quando as sementes estiveram embebidas até ficarem bem macias, isso deve ajudar na descarga de mais muco.
Uma coisa importante de se mencionar é que, se vocês decidirem usar o feno grego para livrar seu corpo do muco, tornem sua vida e o trabalho dele bem mais fácil deixando de lado os laticínios, os farináceos, o açúcar e outros alimentos que convidam o muco.
Essas sementes podem fazer muito mais. Pesquisas recentes levaram à conclusão de que o feno grego tem um elevado grau de proteína, lecitina, vitaminas A, B e C, minerais (principalmente ferro e cálcio), além de vários aminoácidos, que incluem lisina, tryptophan, leucina, histidina, e arginina. Possuem também a recém-descoberta capacidade de reduzir a glucose do sangue e baixar os níveis de colestorol. Isso foi descoberto quando cachorros híbridos da cidade francesa de Villemois-son-sur-Orge, tiveram incluídas em sua ração padrão, sementes de feno grego, durante oito meses. Os exames de sangue demonstraram que as sementes de feno grego contribuíram exclusivamente para baixar o açúcar e o colesterol do sangue dos cachorros. Os cientistas agora sabem onde empregar a semente certa. Eles propuseram que uma quantidade de 2 a 3 comprimidos de feno grego, tomados quando se ingere comidas gordurosas, podem ajudar a dissolver e eliminar essa gordura.

Brotos grandes de Feno-grego

Brotos grandes de Feno-grego

Além disso em Curitiba, na famosa clínica Oásis de naturopatia dos Adventistas vegetarianos, tem havido curas incríveis de câncer, em especial câncer de mama, usando fenogrego, também em emplastros curativos.
Outro importante uso do feno grego é como auxiliar hormonal. Isso cobre um grande território para as mulheres, mas os homens também podem se beneficiar. Por exemplo, na China o feno grego é dado a homens que sofrem de impotência. Não faz mal que a planta seja conhecida na Ásia e no Oriente Médio como afrodisíaco. Se vai ou não funcionar, depende completamente da química de cada um, mas o feno grego já demonstrou que “aquece” os órgãos reprodutores de homens e mulheres, o que faz dele uma interessante sementinha para ser estudada.
No entanto, antes que qualquer mulher plante essa sementinha em sua boca, ela precisa saber que o feno grego pode também ajudar a plantar uma semente em seu ventre. Sabem, a erva contém uma substância química chamada diosgenina, que é semelhante ao hormônio sexual estrógeno. Ora, isso tem efeitos variados em diferentes mulheres. Para algumas, o feno grego traz um período menstrual mais rápido do que um minuto em Nova York. Para outras, transforma seus órgãos reprodutores em um Campo de Fertilidade. Mulheres que amamentam também descobriram que o feno grego aumenta o leite materno, principalmente em mulheres de seios pequenos. Obviamente, mais pesquisas precisam ser feitas para que os herboristas possam chegar a um julgamento firme sobre os efeitos da planta no organismo feminino. Porém, uma coisa sobre a qual todos os herboristas concordam, é que como o feno grego estimula o útero, mulheres grávidas não devem absolutamente tomar esta erva.
Se você estiver passando pela menopausa, o feno grego pode ser um de seus melhores amigos herbáceos. Em primeiro lugar, é uma fonte natural de cálcio e ferro – dois importantes minerais que as mulheres necessitam. Ele também já demonstrou que diminui os calores e tem efeito sobre a depressão da menopausa. Tomado uma ou duas vezes por dia, o feno grego pode ser o chá que consegue equilibrar o açúcar do sangue, nutrir as glândulas e talvez até aumentar sua libido.
Além do fato de que as mulheres grávidas não devem ingerir o feno grego, existe um outro cuidado menor. Algumas pessoas que tomam a erva por mais de 10 dias seguidos, começam a ter um odor semelhante ao de aipo velho. Isso pode não ser problema para vocês, mas considerem o seguinte: vocês querem mesmo que as pessoas os associem com aipo velho? Se a resposta for não, tentem diminuir a ingestão do feno grego para 8 ou 9 dias, com 5 a 7 dias de intervalo. Isso permitirá que seu corpo elimine a parte da erva de que não precisar.
Obviamente, essa pequena semente tem mil e uma utilidades. Aqueles gregos antigos não tinham idéia de onde chegariam, quando misturaram feno grego ao alimento de seus animais. Mas, séculos mais tarde, ele se tornou uma forragem que dá o que pensar.

Fonte: http://www.culinariaindiana.com.br/feno_grego.html

 

Planta de Feno-grego

Planta de Feno-grego

Sinônimos botânicos: Trigonella tibetana (Alef.) Vassilcz.

Outros nomes populares: alforvas, ervinha, fenacho, Fenugreek (inglês), alholva (espanhol), alholva e heno griego (casteliano), fenugrek (francês), fieno greco comune (italiano), hu lu ba, hu-lu-pa e k’u-tou (chinês), mêthi (hindu).

Constituintes químicos: ácido malônico, albuminas, carpaína, glicídeosluteonina, oligossacarídeos, proteínas, quercetina, trigogenina. Carbohidratos, (principalmente mucílagens galactomananas), prótidos, compostos fosforados (lecitina, fitina), colina, trigonelina, saponosídeos esteroídicos (diosgenina/yamogenina, fenogrequina), fitosteróis (colesterol, sitosterol), flavonóides (vitexina, saponaretina, trigonelina, homoorientina), ácidos graxos insaturados (oléico, linoléico, palmítico), traços de cumarinas, ferro, manganês, vitamina A, niacina, tiamina, riboflavina, traços de óleo essencial rico em anetol.

Propriedades medicinais: aperitivo, antianêmico, antiinflamatória, anti-séptico, antitumoral, antitussígena, demulcente, digestiva, emoliente, estimulante, fortificante, galactógeno, hepatoprotector, hipoglicêmica suave, laxante, revigorante geral, tônica.

Indicações: anemia ferropênica, anorexia, astenia, celulite, crianças com dificuldades no desenvolvimento físico e psíquico, constituição física fragil, diabete, dispepsia hiposecretora, furunculos, gastrite, inflamações, intestino preso, perda de peso.
Em uso tópico: acne, faringite, blefaroconjuntivite, vulvovaginite, eczema, abscesso, furúnculo.

Parte utilizada: sementes.

Contra-indicações/cuidados: gravidez, lactação. Controlar a glicemia de pacientes diabéticos insulinodependentes (pois reduz a absorção de glucídeos).
Na medicina tradicional chinesa: rins, dor abdominal ou testicular (que agrava com o frío), dor de hérnia, lombares e edemas nas pernas.

Modo de usar:
– infusão ou decocção de 0,5 g a 5 g de pó das sementes para 1/4 de litro de água, a tomar duas ou três vezes durante o dia. (O odor e gosto desagradáveis podem ser diminuídos pela adição de essência de hortelã ou de laranja).
– sementes moídas (diluídas em leite) em cataplasmas quentes: equimoses, inchaços e úlceras.
– decocção para uso interno: ferver 10 a 15 minutos uma colher de sopa de sementes em 400 ml de água, beber de manhã em gejum. Tomar de forma descontínua (semana alternadas).
– decocção para uso externo: aplicar em forma de compresas, colutórios, gargarejos, lavagens ou irrigações varginais.

Fonte: http://www.plantamed.com.br/plantaservas/especies/Trigonella_foenum-graecum.htm

 

LINKS:
http://www4.ensp.fiocruz.br/terrapia/?q=fenogregogerminado
http://pt.wikipedia.org/wiki/Feno-grego


Ações

Information

16 responses

3 09 2009
tiana p . s

com adequerir semente

19 10 2009
jardineiromaluco

Oi Tiana! Posso conseguir para ti. Aqui no Rio encontro em importadoras, mas é bem carinho, na faixa dos R$ 60,00 o kg, no entanto utiliza-se dosagens mínimas, assim rende muito!

21 10 2009
anaká

oi, vc disponibiliza sementes viaveis pra plantar?

16 04 2010
Roberto

Prezado,

É possivel comer a semente?

Grato.

26 05 2010
jardineiromaluco

Olá Roberto! O feno-grego é comestível. Há diversas formas de consumo: cozido, cru, germinado ou brotos. As sementes do feno-grego liberam uma substância gelatinosa altamente benéfica ao corpo humano, que tem propriedades desintoxicantes e de limpeza das mucosas internas, com isso cura-se e evita-se muitas doenças. Obrigado por seu comentário. Abraços, Leonardo.

27 06 2010
claudio

Caro amigo!

Podes indicar alguma Empresa que venda a semente do feno grego, para plantio?
Se possuís resposta, veja se além do endereço, ou site, consegues o telefone.
No aguardo, um forte abraço!!

12 07 2010
jardineiromaluco

Olá Claudio! Tenho sementes de Feno-grego viáveis à venda em meu site: http://jardimetnobotanico.com.br/categoria.php?cod_categoria=101058 . Att. Leonardo.

20 08 2010
dvd burner software

you did a great job. The info is greatly appreciated

7 01 2011
Aurora

As sementes de feno grego pode ser cultivada em qualquer local? A muda pega? Gostaria que me respondesse pelo meu email.Obrigada..

24 02 2011
marcio

no cancer de mama avançado como usar o feni grego? DEUS ABENÇOE 24 92559303

24 02 2011
marcio

COMO DEVO MINISTRAR FENO EM CANCER DE MAMA AVANÇADO

7 02 2015
A Flor de Luz

Feno grego pode ser encontrada em feiras livre em banca de tempero, foi onde eu encontrei por aqui. R$ 5 um copo americano cheiro. Dá para plantar por um ano +/- .

12 12 2015
Rui pereira

alguém sabe me dizer, se posso tomar feno grego e tribulus terrestris. quero aumentar a libido

12 12 2015
xlim1976

uma pergunta… a ver se alguém me sabe responder. posso tomar feno grego em simultânio com o tribulus ?

29 03 2016
jardineiroetnobotanico

Não saberia mesmo te dizer

23 06 2016
tataluga

qual o tempo de plantio do feno grego?

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: