Jurubeba (Solanum paniculatum)

10 07 2009
Jurubeba (Solanum paniculatum)

Jurubeba (Solanum paniculatum)

A jurubeba (Solanum paniculatum L) é uma planta medicinal de sabor amargo, comum em quase todo o Brasil.

A infusão do seu caule e da sua raiz em álcool de cana (cachaça) é popularmente utilizada como aperitivo e como digestivo.

A medicina popular recomenda o seu chá como tônico cardiovascular, estimulante do apetite, do fígado (colagogo) e do baço, contra problemas da digestão, diurética, hipoglicemiante, antianêmica, febrífuga e cicatrizante. É também eficiente nos seguintes casos: Febre, hidropsia, doenças do fígado, diabetes, tumores do útero e abdomen, anemias, inflamações do baço, problemas de bexiga e ressaca.

Há casos de utilizações da Jurubeba em tratamento de afecções da pele, como a acne.

Considerada uma planta invasora, devido à sua facilidade de colonização dos mais variados tipos de ambientes.

Solanum_paniculatum1

Espécies semelhantes:

Solanum fastigiatum
A Solanum fastigiatum, conhecida como jurubeba do sul, é uma planta nativa na região Sul do Brasil, ocorrendo também nos países da Bacia do Prata. Comum no Rio Grande do Sul, especialmente na Depressão Central; pr
esente também em outros estados sulinos. A origem do nome vem do adjetivo latino “fastigiatum”, “que termina em ponta”, motivado pelos ramos fasciculados da inflorescência, que apresentam frutos em suas pontas.

Os nomes populares são: jurubeba, jurubeba-do-sul, jurubeba-velame, velame. Essa planta é bastante parecida com diversas outras, que também são conhecidas pelo nome vulgar de jurubeba e é usada na farmacopéia popular com as mesmas indicações da verdadeira jurubeba, Solanum paniculatum. Como existem preparações comerciais à base de jurubeba, é comum que as firmas que as apresentam recebam material de plantas parecidas, inclusive de Solanum fastigiatum.

Cuidado
A ingestão de partes da planta tem causado patologias em bovinos. A ocorrência maior tem sido em épocas de carên
cia de forragem e os animais precisam ingerir a planta por um período prolongado. Estudos feitos na Faculdade de Veterinária da Universidade Federal de Pelotas (1985 e 1987) indicam que a sintomatologia é relacionada com disfunção cerebelar, com crises periódicas do tipo de epilepsia, que duram de alguns segundos a um minuto e são desencadeadas geralmente quando os animais são movimentados ou excitados.

Há perda de equilíbrio e quedas, ficando os animais em decúbito dorsal ou lateral, com tremores musculares. Após as crises, os animais aparentam normalidade, mas alguns estendem o pescoço numa atitude de “olhar estrelas” e buscam maior apoio com extensão dos membros anteriores. Em geral não ocorre mortalidade diretamente relacionada com o problema, mas com as quedas podem haver fraturas. A patologia se torna crônica e a regressão clínica é rara.

Solanum asperolanatum
A Solanum asperolanatum, conhecida como jupeba, é uma planta arbórea perene, com até 3 a 4m de altura, reproduzida por semente, nativa na América Tropical, com ocorrência esparsa no Brasil, geralmente confundida com outras espécies. A origem do nome vem do latim “asperu”, áspero, e “lana”, lã.

Recebe os seguintes nomes populares: jurubeba, jupeba. A planta é parecida com outras espécies de “jurubebas”, pelo aspecto geral e pelos frutos. Distingue-se de Solanum paniculatum pelo posicionamento das inflorescências e pelas flores brancas. Plantas novas podem ser confundidas com Solanum variabile, pois em ambas as espécies ocorrem pêlos ferrugíneos. É usada na farmacopéia popular com as mesmas indicações da verdadeira jurubeba, Solanum paniculatum, e também nas preparações comerciais a base de jurubeba que são preparadas indistintamente com várias espécies de Solanum.

Solanum variabile
A solanum variabile, conhecida como jurubeba falsa, é uma planta nativa na região Meridional do Brasil e regiões limítrofes dos outros países. No Brasil é relatada a ocorrência de Minas Gerais ao Rio Grande do Sul, com maior intensidade na região Sul, sendo muito freqüente nos estados do Rio Gra
nde do Sul e Santa Catarina com grande ocorrência nas beiras de estradas. A origem do nome vem do adjetivo latino “variabile”, variável, pela grande variabilidade na planta em geral, particularmente no formato das folhas e no tipo de pêlos. Os principais nomes vulgares são: velame, jurubeba-velame, velame-de-capoeira, jurubeba-falsa, juveva, jupicanga.

Links:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Jurubeba
http://www.plantamed.com.br/plantaservas/especies/Solanum_paniculatum.htm
http://ci-67.ciagri.usp.br/pm/ver_1pl.asp?f_cod=182
http://www.fitoterapicos.info/jurubeba.php


Ações

Information

18 responses

19 07 2009
Salvia divinorum

Nice blog. i really appreciate with this blog. thanks a lots.

29 08 2009
Gerson P. da Silva

Eu sempre gostei de comer jurubeba pelo seu sabor amargo, cultivo ela no meu quintal, somente agora que li alguns artigo sobre ela e seu valor medicinal.

28 02 2010
magda

Gerson,

preciso colher uma boa quantidade – cerca de 5 kgs da planta e gostaria de saber se pode m ajudar.

Grata,

10 04 2011
VALTERLIAS

olha gostaria de cultivar a planta. você teria como me mandar semente ou mudinha?? abaços valterlias avaré sp valterlias@hotmail.com

21 09 2009
mari santos

A jurubeba é usada no controle à Diabetes. A conserva dosfrutos ajudam no processo de emagrecimentos.
http://plantasmedicinaisdaamazonia.googlepages.com/
Mari Santos

23 10 2009
Edvaldo Nunes

Fiquei conhecendo a jurubeba ( fruto ou semente em conserva) em viagem recente ao norte do Paraná, adorei o sabor amargo, onde o costume local é de adicionar à comida, como se fosse conserva de pimenta. O seu uso naquela região é bastante comum, e atribui-se qualidades curativas e preventivas de doenças do sistema digestivo/biliar. Não tive oportunidade de conhecer a planta com frutos pois não está na época produtiva, e alguns cultivam em propriedades rurais outros encontran-se em mata nativa. Seu fruto ou semente é verde escuro parecida com a ervilha. Poderia por gentileza me esclarecer se trata-se da jurubeba verdadeira, e se posso fazer uso da conserva. obrigado.

19 11 2009
José Soares de Sá

Eu costumo comer a frutinha pura mas não sei se pode ser prejudicial para a minha saude.

18 10 2010
Samoel Bianeck

Alguém; um dia me visitando e ao olhar o grande pé desta planta(jurubeba) disse: Legal, voce cultiva a jurubeba – que ótimo é bom para tudo.
Como não conhecia a planta fiquei com um pé a tráz. Mas estou convencido agora que é mesmo a jurubeba pois, os pássaros, canários e muitos outros veem se alimentar das fruitinha. Mais; a noite circulam ao seu redor muito um bando de morcegos que as comem. Alguém me disse: Se um dia voce se perder em uma floresta e não souber qual a fruta que pode comer, então observe os pássaros e animais. Se eles comerem, vai fundo que é algo comestível e seguro.
Abraço!

29 11 2010
robinhocer

Muito interessante!
Eu morava no interior e desde pequeno nunca ouvi falar dos beneficios da Jurubeba.Usavamos as frutinhas para brincar.
Custo a acreditar que tem gente que come as frutinhas…As folhas lanzudas,o cheiro insuportável…Eca!

10 04 2011
VALTERLIAS

legal vc teria como me arrumar a semente ou uma muda da planta?

valterlias@hotmail.com AVARÉ SP muito obrigado

8 08 2011
jardineiroetnobotanico

Procure o site clickmudas.com.br . Eles dispoem das sementes e talvez das mudas, ambos por preço irrisório. Tudo de bom! Jardineiro.

13 12 2010
marcia

eu queria saber se a cachaça jurubeba faz mal causa doenças?

9 08 2011
samoel

Lineu plante um pé de jurubeba -Solanum Paniculatum – no teu quintal!
Parece uma planta boa para regiões do litoral.
Se quizer te levo uma muda…
ou veja :
http://plantasmedicinaisdaamazonia.googlepages.com/
Os pássaros adoram e tem outros predicados… Na pinga é afrodisíaco de primeira. hihihih Vide a famosa jurubeba que se encontram nos bares – mas pode ser feito chá ou outra forma de bebida.

3 12 2011
santana

gostaria de saber,como e o pé de jurubeba ,que posso esta fazendo uma conserva,!,é porque aqui em casa tem dois pé de jurubeba um tem espinho.e o outro não ,qua devo uzar.

23 01 2014
Inês Medeiros

eu estou tomando o chá da jurubeba para problemas gástricos, aqui no nordeste tem muito, só que tem a da folha comprida e lisa, como também da folha com pontas e um pouco peluda e os talos tem espinhos, mas a fruta e o sabor são iguais, fiquei curiosa pra saber qual a legitima….

29 03 2016
jardineiroetnobotanico

Olá Inês! Como técnico tenho pouca propriedade pra falar dessa parte medicinal, mas acredito que sejam todas semelhante, há jurubebas com e sem espinhos, convém pesquisar. Tudo de bom! Paz e Luz! Jardineiro

21 08 2015
pax55etlux

Republicou isso em Cura Através da Naturezae comentado:
Jurubeba (Solanum paniculatum). Conhecida ai no Brasil como Jurubeba Leão do Norte

21 08 2015
pax55etlux

Fantástico seu site

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: